FCJ lança modelo de licenciamento de Venture Builder e cresce 500% em 2018

FCJ Venture Builder empresa da região do San Pedro Valley em Belo Horizonte, desenvolve modelo de licenciamento de Venture Builder e atinge 6 licenciadas em 2018 com meta de atingir 20 licenciadas em 2020 nos principais ecossistema do Brasil.

As “Venture Builders” são organizações que constroem startups usando recursos próprios, ‘rompendo’ os modelos correntes de investimento de capital de risco (Angel / VC), aceleradoras e incubadoras. Saiba mais matéria Exame. 

O modelo de Venture Builder lançada na região do San Pedro Valley, tem como objetivo o licenciamento para outras regiões do país levando o know how e experiência acumulado nos 5 anos de operação em Belo Horizonte.

O candidato a licenciado tem que fazer parte da comunidade de startups da região da qual deseja licenciar e estar envolvido no ecossistema local, e sobretudo ter o propósito de contribuir com melhoria da sociedade. Diferente do modelo de franquia e licenciamento tradicional não há pagamento entre o licenciado e a FCJ Venture Builder, que entra como cofundador da nova S.A. a ser criada.

O modelo desenvolvido tem como ponto central a criação de oportunidade de investimento regional para profissionais liberais, executivos e empresários que ainda não são investidores anjos, promovendo a inclusão destes profissionais no movimento de investimento em startup de forma coletiva, reduzindo os riscos pela falta de experiência em selecionar e montar um portfólio pessoal e a falta de tempo para acompanhamento da evolução das investidas.

Os investidores ainda têm a possibilidade de participar como mentores, membro do Conselho de Administração, Comitê de Seleção de startups, Comitê de acompanhamento da evolução das startups apoiadas e a aproximação com outros investidores de outras regiões, desta forma desenvolver os conhecimentos neste novo cenário em um processo de smart money.

O primeiro lançamento ocorreu na noite do dia 02 de agosto de 2018, em São Paulo, contando com a presença de representantes do ecossistema de São Paulo e investidores convidados. Maiores informações:

O lançamento na região do Triângulo Mineiro, ocorreu em Uberlândia no dias 21 e Uberaba no dia 22 de agosto, contando com a presença de lideranças do ecossistema local, dirigentes de universidade e investidores.

Entre os fundadores da iniciativa destaque-se o João Zica do Raja Valley e profissionais com grande experiência na área de inovação da região. Maiores informações:

Na noite do dia 08 de novembro de 2018 aconteceu o lançamento da Energy Nest, a primeira Venture Builder focado no mercado de energia do Brasil.

O evento denominado Vinho, Inovação e Energia contou com a presença de 45 convidados, entre pessoas ligados ao ecossistema e ao mercado de energia, executivos, profissionais liberais, empresários e investidores.

“O nosso intuito é apoiar pesquisadores e empreendedores que têm projetos interessantes para este mercado, O Energy Nest veio apoiar a produção de Inovação e movimentar a economia.” – João Zica Fialho, Idealizador do Energy Nest.

“O mercado de Energia vem sofrendo grandes transformações. Hoje as distribuidoras estão se preparando para os chamados ‘consumidores smart’ , que são clientes que se preocupam com sustentabilidade e economia de energia.” – Leandro Martins, CEO do Energy Nest. Maiores informações:

No dia 26 de novembro de 2018 aconteceu o evento – Vinho, Coquetel e Inovação – para lançamento da FCJ Bauru, que contou com a presença de autoridades e investidores locais, e durante o evento aconteceu o lançamento do Sandwich Valley um movimento de pessoas que acreditam no empreendedorismo, em startups e na inovação. Veja o lançamento:

No início de dezembro de 2018 a FCJ Venture Builder fecha contrato operacional como Banco Semear para o lançamento do Semear Innovation Venture Builder sendo a primeira iniciativa do Brasil focada no mercado de Fintech que terá a sua operação no Coworking Semear Innovation um dos principais ambiente de inovação de Belo Horizonte.
Assista:

A meta para os próximos 2 anos é atingir 20 licenciadas nos principais ecossistemas e verticais de inovação do Brasil, criando desta forma um uma rede e um ecossistema conectado tendo o ponto de partida Belo Horizonte, buscando levar oportunidade para investidores e empreendedores e contribuindo para o desenvolvimento do ambiente de inovação do Brasil.

Related Posts

Deixei seu comentário